sexta-feira, 13 de abril de 2012

Sporting! Isto é tão mau quanto cheira?


Sou sportinguista. Sou sócio. Tenho o Sporting gravado nas emoções. Desejo que ganhe sempre. Com golos feios ou com golos bonitos. Mas não a qualquer preço.Sou contra o jogo sujo e quem entra nesses 'esquemas', seja no futebol ou fora dele, são gente que não passa de crápula, sem carácter, verdadeiros animais disfarçados de pessoas. Também não sou ingénuo e sei que a pulhice está por aí, muitas vezes armada em defensora da moral. Mas há limites.
O Sporting tem razões de sobra para se queixar da arbitragem. Não só nesta temporada. Ao longo dos últimos anos. Não sei se são árbitros corruptos, mas são claramente incompetentes e erram vezes demais.  Porém, não podem ser desculpa para tudo. Apoiei, e apoio, o presidente Godinho Lopes no esforço que tem realizado para que seja mais transparente, mais competente, mais rigorosa a arbitragem. Não só para com o Sporting mas com todos os clubes. Ora é esta mesma razão que me leva a não acreditar que sejam verdadeiras as notícias vindas a público sobre o seu vice-presidente e a possibilidade de ''semear'' provas para acusar árbitros de corruptos. É, a ser verdade, uma prática infame, própria de crápulas.É um comportamento pior do que imoral. É amoral. É uma suspeita que não pode cair sobre o Sporting depois de tudo o que afirmou, defendeu, criticou sobre esta matéria.
Por tudo isto, Godinho Lopes tem de muito rápidamente averiguar e esclarecer esta nebulosa. Não pode esperar pelo tempo lento dos tribunais. Tem que agir internamente para percebermos, todos em geral, e os sportinguiistas em particular se há ou não fundamento nas graves suspeitas contra Paulo Pereira Cristóvão. E tomar medidas urgentes. Ou para repôr a verdade e afastar o nome do Sporting deste triste mal entendido, ou para encontrar a outra verdade de que se suspeita e imediatamente demitir o seu vice-presidente. Por cada dia que passar sem respostas adensar-se-ão suspeitas e desconfianças obscenas sobre o património moral do Sporting. Enquanto a 'verdadeira' verdade não for posta em cima da mesa está suspenso esse combate que foi iniciado contra a incompetência dos apitos ou todo esse protesto será visto como uma farsa maldosa. Queremos ganhar, gostamos de ganhar, exigimos competência na avaliação das condutas. Mas não vale tudo. Só os crápulas não conseguem enxergar os limites da decência. E podemos não ser campeões. Aguentamos. Aguentámos maiores jejuns. Porém, só mesmo a degradação moral maior pode conseguir conviver com esta dúvida. Urge uma resposta clara. E decisões rápidas. O Sporting merece essa coragem.

1 comentário: